17 de janeiro de 2009

Conhecendo-se

O que você realmente é?

Você consegue responder esta pergunta sem pensar muito? Você tem total certeza de quem você realmente é?

Vamos, seja sincero consigo mesmo...

Se sua resposta é sim, com tanta firmeza em sua voz que não deixa nem uma sombra de incerteza, não precisas ler o resto deste post.

Agora, se sua resposta foi qualquer coisa diferente disto, vou deixar aqui algumas dicas para encontrar quem você realmente é.

- Esqueça tudo o que aprendeu até hoje sobre o mundo.
- Esqueça tudo o que é certo.
- Esqueça tudo o que é errado.
- Lembre-se apenas do que você já fez.
- Pense no por que de você não ter feito algo.
- Não interprete o que você fez.
- Pense apenas no que vale mais para você, sem conceitos, sem opiniões de amigos, o que realmente vale para você. Festas? Drogas? Livros? Jogos?
- Por que você dá valor a tudo isso? Quem te ensinou que isto tem valor? Esqueça tudo e todos.
- Por que você faz o que faz? Quais as consequências?
- Você aceita as consequências? Você suporta as consequências?
- Você não muda por comodidade ou porque não quer mudar?
- Você muda porque todos mudam ou porque você se sente melhor mudando?

Pense nestes questionamentos. Talvez você consiga responder com um pouco de mais convicção da próxima vez que te perguntarem: "quem você realmente é?"

As vezes precisamos vivenciar certas coisas - e sofrer com elas - para chegarmos mais proximo do que realmente não-somos e consequentemente nosso leque de "o que sou?" diminui.

Viva, sofra, perca, ganhe, observe... Não importa o que você faça, mas aprenda com tudo.