14 de janeiro de 2009

Conversando com o self. II

- Preciso pensar menos em mim e mais nas outras pessoas, querendo ou não eu afeto a realidade de todas as pessoas a minha volta. Qualquer palavra que solto pode transformar drasticamente a existência de uma realidade.
- Sabendo-se a necessidade, só basta trilhar o caminho.
- Caminhos são fáceis de trilhar, o dificil é acertar o rumo deles.
- Saber X Fazer, lembra do que escrevestes ontem?
- Hum... Verdade. Vou achar um jeito para parar de interferir na realidade alheia.
- Impossivel.
- Nem se eu me isolar no meu quarto?
- Nem assim.
- Por quê?
- Porque isto iria influenciar a existência de todas as outras realidade de forma inverssa, afinal, você deixaria de influenciar algumas, e estas existências podem se tornar tristes sem sua influência.
- Puts... Preciso então medir cada ação minha?
- Praticamente, sim.
- Mas isto é humanamente impossível.
- O impossível apenas é impossível porque ninguém conseguiu fazê-lo até hoje.
- Ah, tem aquela frase que diz "não sabendo que era impossivel, foi lá e fez", não tem?
- Sim, acabastes de citar Jean Cocteau, um importante cineasta.
- Então só preciso fazer... Mas como?
- Trilhar o caminho faz parte da solução que encontrastes.
- Hum...
- Hum?
- Trilhar o caminho... faz parte... hum...
- Hum???
- Nunca havia pensado que achar uma solução inclui trilhar o caminho até esta solução.
- Tão óbvio como a reação da prata e do enxofre.
- Hein?
- Nada, nada.
- Bom, a solução eu tenho: "Interferir de maneira positiva na maioria das existências que estão em minha volta." Só falta eu encontrar o caminho.
- Cuidado.
- Cuidado com o quê?
- Trilhar caminhos já trilhados levam ao mesmo fim. Podes começar neles para ter um leve senso de direção, mas tente fazer sua própria rota - a não ser, claro, que o fim que você deseja seja o mesmo do que da pessoa que trilhou aquele caminho.
- Tsc, alguém já conseguiu influenciar de maneira positiva todas as existências?
- Talvez, um homem...